O papel de parede já foi um grande amigo quando o assunto é decoração, trazendo diversas estampas e desenhos, o mesmo foi destaque na era vitoriana, combinando exatamente com móveis maximalistas com detalhes muito bem finalizados, coisas que sua avó ia adorar. Mas com a chegada do modernismo tivemos uma mudança na arquitetura e decoração, os desenhos florais e estilizados foram trocados pela simplicidade das cores que acompanhavam a funcionalidade dos móveis, tornando o ambiente mais clean.

Mas quem disse que o papel de parede ia ficar lá atrás não é mesmo?! Por ter uma grande variedade de estilos e desenhos é possível fazer dele uma peça extremamente moderna, simples e singular.

Abaixo, temos alguns exemplos de como foram utilizados o papel de parede nos mais variados cômodos e nas mais variadas formas.

Ainda que os papeis de parede com florais seja considerado como “berrante”, ele pode se relacionar muito bem com o ambiente, sem necessariamente ficar chamativo.

Como exemplo temos esse ambiente, que ficou com uma característica moderna e ainda manteve o papel de parede, sem parecer desatualizado.

Com isso, lembramos que cores claras, traz consigo esse aspecto moderno, e assim, é possível se relacionar com os mais variados desenhos, florais, geométricos, etc..

Usando o Neutro;

Quando lembramos do papel de parede, vem na cabeça a imagens de paredes com os mais diversos desenhos, mas podemos utilizar tons neutros e suaves para dar um ar mais minimalista e moderno.

Por conta de sua sutileza, o mesmo se torna atemporal, podendo passar despercebido em uma mudança de decoração sem perder sua naturalidade.

Há também a ideia de tons profundos que também tornam o ambiente mais moderno, como exemplo temos essa sala de estar, onde o azul royal das paredes casa com o azul do sofá sem que se misturem.

Como o papel de parede é personalizável, é mais fácil obter uma harmonia, as vezes a tinta complementa o papel de parede, assim como a luz.

Usando impressões artísticas.

A relação dos tons preto e branco com o moderno é uma marca registrada, é possível fazer um ambiente com desenhos variados, que por serem em cores absolutas deixam ele totalmente discreto. Como mostra a imagem:

Mas não fica só nisso não, podemos usar papéis fora dos padrões, que se relacionam com o ambiente, podendo ousar nas formas geométricas e desenhos. Como exemplo essa imagem, onde a mesa minimalista e o quadro, contribuem totalmente para que a parede tenha uma identidade divertida e arrojada.

 

Além disso a mistura de textura, com um teto e o piso em tons suaves, é uma tendência no design, e se relaciona muito bem com quadros e móveis em tons vivos, como o exemplo a cima da mesa vermelha.

 

Para saber a fonte, clique aqui